terça-feira, 31 de julho de 2007

O que dá pensar demais.

No sábado saímos da praia eram 20h por várias e determinadas razões: estava um calor dos diabos, havia filas intermináveis no trânsito e tinhamos chegado só às 17h nomeada e mormente por causa do trânsito... "Ah e tal, saímos mais tarde da praia, para não apanharmos trânsito, pq somos bué mais espertos que os outros". Mas os outros pensaram o mesmo... Vai daí, fomos comer às esplanadas da Costa da Caparica, na calma e na paz do senhor. Pensámos nós. Eis senão quando, começamos a ver toda uma multidão e trânsito cortado. "Há festa..." pensámos nós. E pois que havia. Era Brasil na Costa da Caparica meus senhores. Foi o mais próximo que estivémos do carnaval do Rio. Tudo sambava, tudo cantava, era o regabofe. Isto tudo por causa de um senhor chamado LUíZ CALDAS, que é esta personagem que passo a mostrar:

O povo estava louco!! Parece que o senhor é muito conhecido lá para a outra banda (aquela dps do oceano Atlântico). E foi assim, num calor infernal ao som do não menos infernal Luis com Z que nos deleitámos com umas belas tostas. "Agora chegamos lá num instantinho e ainda vamos ver o Tarantino, porque já não há fila", pensámos nós. Diz que havia e muita, às 23h...

Moral da história: queimar neurónios com este calor não faz grande sentido nem daí derivam grandes resultados.

3 comentários:

Piri disse...

Vê as coisas pelo lado positivo, não viste o Tarantino, mas ouvir o Caldas naquele ambiente é quase como ser uma daquelas personagens que não têm sorte nenhuma nos filmes do rapaz.
Eu estava lá e não desejo a ninguém... E às 24h ainda estava trânsito...

Bubbles disse...

Foi a loucura, era vê-las de roupas justas sempre à procura deles, e era vê-los de geleira às costas e/ou de cerveja Sagres de 1 litro debaixo do braço à procura delas.
Foi lindo ver uma cena de porrada a começar, mas quase ao mesmo tempo começou a música e a porrada esquece-se e começa-se a sambar!
Foi uma bela tarde de praia, bom mar, bom sol, e uma bela soneca naquele sol das 19h e pouco. O acordar é que foi pior, mas enfim...quando se nasce rabugento...enfim... =)
Grande fim-de-semana, grande Luiz Caldas, o Tarantino fica para mais logo...

Piri disse...

Sim, a bela da geleira a correr de um lado para o outro, muito bom! E o Luiz, inesquecível a prestação do rapaz, quase fiquei fã, não fosse e neura que ganhei nessa noite... De positivo apenas a caipirinha que estava no ponto...