sábado, 29 de novembro de 2008

Útil

Novo site: http://www.portuguesexacto.pt/

11 comentários:

Bf disse...

Meu Deus, o que fizeram eles às palavras?
Acionar em vez de accionar?
Deem em vez de dêem!?
As palavras... meu Deus, as palavras!!! O nosso último bem!!!!

Bf disse...

ah: já agora partilho um outro site interessante, para quem quer escrever sem erros

www.priberam.pt/dlpo

Panuci disse...

Pois esse site já conhecia! Mas este agora junta-se ao leque de sites que podemos consultar para qlq dúvida na língua portuguesa... apesar do maldito acordo prevalecer... What to do?

Bf disse...

Pois... diz que a língua é viva e mais não sei o quê...
Para mim seria sempre "apesar DE O maldito acordo prevalecer!" :) (nem que fosse por uma questão de sonoridade).

Panuci disse...

Sim, tens razão

bf disse...

Hey...
não é ter razão! a verdade é que "apesar do acordo" está certo!
Eu é que sou romântico das palavras (apesar de não ser pela "pharmácia")

(isco começa perigosamente a parecer-se com um chat!!!!)

Panuci disse...

BF com o avançar da hora disse que tnhas razão, mas vendo bem, realmente faz mais sentido "apesar do acordo" do que "apesar de o acordo". Há a contracção, até soa melhor e tudo. Mas pronto, sou defensora do bom português é o que interessa! Percebo o teu romatismo!

bf disse...

Para mim é sempre preferível: "apesar de o acordo ser mau, devemos respeitá-lo"
Por outro lado, "falamos do acordo"
não falamos "de o acordo" entendes?
A tua contracção (será que passa a contração?) está correcta, mas... (é sempre o raio do mas...)

bf disse...

Como seria o texto ideal para mim:
"O texto DA Panuci está bem escrito, algo que se deve ao facto DE A Panuci gostar de bom português" ;)
(irra, já estou a ser chato, mas hoje tive uma discussão por causa dos panamianos e dos panamenses... não é que são panamenses, o raio dos panamianos, enquanto os canadianos são canadianos e... canadenses...???)

bf disse...

http://linguamodadoisec.blogspot.com/2007/06/do-ou-de-o.html

a explicação que faltava para o "de o" vs "do"

bf disse...

Apesar de a crise ainda existir, cresceremos nos próximos anos.

(Perceba que o substantivo crise funciona como sujeito do verbo existir, já que Que é que existe?: Resposta: a crise. A preposição de e o artigo a devem, portanto, ficar separados - de a - e não juntos. Seria inadequado, portanto, escrever Apesar da crise ainda existir... )

Está na hora de os alunos descansarem. (o substantivo alunos funciona como sujeito do verbo descansar, já que Quem é que descansará?: Resposta: os alunos. A preposição de e o artigo os devem, portanto, ficar separados: - de os - e não juntos. Seria inadequado, portanto, escrever Está na hora dos alunos descansarem... .

O mesmo acontecerá com os pronomes ele(s), ela(s), este(s), esta(s), isto, esse(s), essa(s), isso, aquele(s), aquela(s), aquilo. Por exemplo:

# Apesar de isso ainda existir, cresceremos nos próximos anos. (Que é que existe? Resposta: isso)

e também aqui!
http://vestibular.uol.com.br/pegadinhas/ult1796u152.jhtm

(ufa... alguém explica por mim)