quinta-feira, 19 de março de 2009

Lisboa by bus

Por onde começar?
Recomecei as minhas viagens de autocarro, o que é bom porque acrescenta ao meu dia toda uma nova dinâmica, dá-me muito mais matéria para postar e faz com que as minhas viagens para o trabalho sejam sempre uma surpresa, qual criança na véspera de Natal.
Hoje foi um delírio, foi um dia delicioso, não só pela viagem, como também pela minha estupidez e paragem cerebral que me avassalou durante a maioria do dia. Há dias que.... minha nossa....
Eu tinha que ir para o Centro de Congressos de Lisboa que fica na Junqueira. Claro que eu fui direitinha para a Expo. Porquê? Porque li Centro de Congressos de Lisboa, mas pensei na FIL. Ok?!... Pronto. Como tinha que lá estar às 14h, saí do Saldanha às 12h, apanhei o autocarro calmamente, fui comprar uma sandocha ao Continente e fui almoçar calmamente para os banquinhos da Expo, em frente ao Vasco. Quando começo a ir para a FIL, caiu-me a ficha. Eram 13h50. Fui apanhar o autocarro para atravessar a cidade e cheguei lá em 45 minutos.... Já não pude ir ao que queria. A viagem não correu mal, como está muito frio, fomos todos muito encostadinhos uns aos outros, em pé... Estava um ambiente muito fofinho. Ah e andava com o portátil às costas, que pesa relativamente bué. E estava de saltos também. E de manga comprida. Chegada ao C.C.Lisboa, nem quis acreditar: parecia que todas as escolas do mundo tinham vomitado para aquele recinto, todas ao mesmo tempo. A sério, que visão do inferno. Lá entrei e andei a vasculhar pelos stands, cansada, cansada com os pés a arder e os sovacos aos gritos, foi muito confortável, espero que em breve consiga repetir esta experiência espectacular e acima de tudo enriquecedora. O melhor disto tudo é que a viagem foi em vão. Pois. Não me apetece escrever sobre isso.
Apanhei o autocarro de volta para casa e aqui é que começa o highlight da minha tarde (pensavam que já tinha acabado não?.....). Entrei e felizmente no mar de gente, consegui dar umas braçadas e sentar-me logo. Era isso ou "esfalecer" ali no meio. No Cais do Sodré tivémos que mudar de autocarro (coisas do Sr. Carris) e no novo autocarro estavam dois fiscais. Quando dou por mim, estava um dos fiscais a pedir a identificação a uma "senhora", ela aos gritos a dizer que não dava identificação nenhuma e que se ele quissesse, que a multasse e é aí que ele diz: "É isso ou então vai para a polícia". Ao mesmo tempo (note-se: exactamente ao mesmo tempo), está um senhor indiano, horroroso e a cheirar mal, a prestar contas ao outro fiscal! Meu Deus!!! O homem até chorou! Não sabia falar português, inglês mal e porcamente, só respondia na sua própria língua. Oh diacho, como é que eles se vão safar desta? Até que lá do fundo vieram os amigos dele portugueses (grandes amigos.....), a dizer que ele estava legal e mais não sei quê, não deu para perceber caraças! Chegámos à Praça do Comércio, à esquadra. Vi dois polícias a sair e a dirigirem-se ao autocarro para ir escoltar a "senhora". Ela já devia ser uma habitué, quis-me parecer. Entretanto saem também os dois fiscais e o senhor indiano and friends e ficam lá a tratar dos seus negócios no meio da rua. Isto tudo para não falar nas obras lá em baixo. Credo! Mais um pormenorzinho: o autocarro dizia "Praça do Comércio", mas na minha cabeça era "Praça da Figueira". Consegui-me safar a tempo.... Enfim. O bom disto tudo é que saí na Baixa e fui dar um grande beijinho ao meu pai, de surpresa e ele ainda fez uma grande venda!! lol Depois o meu anjo da guarda foi-me buscar ao Campo das Cebolas e aqui acaba a minha aventura. Tudo está bem, quando acaba bem!
Ah Lisboa, Lisboa!!!

4 comentários:

Bubbles disse...

AHAHAHAAHAHAHAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHHHAHAHAHAHAAAAAAAAAAAHHHHHHAAAAAHHHHH
Ó MEU DEUS!!

Noninhas disse...

Vejo que a readaptação à agitação diária a esta cidade fantástica está a ser pacífica!!!!

Loooooool

Panuci's Friend disse...

não foi assim que te ensinei a andar sozinha na rua....

uma beijoca ao senhor do (já não tem chuiinnnff) bigode e de umas belas bochechas...

Suz disse...

Desculpas para andar a bater perna pela cidade!

Até parece que saiu de alguma espécie de prisão :P